Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SentirAilha

Viva! Este é um espaço de encontro, interconhecimento e partilha. Sentir a ilha que cada um é, no mar de liberdade que todos une e separa... Piedade Lalanda

SentirAilha

Viva! Este é um espaço de encontro, interconhecimento e partilha. Sentir a ilha que cada um é, no mar de liberdade que todos une e separa... Piedade Lalanda

A night

A noite pode não significar descanso, redução da luz ou da actividade.

A noite para muitos, particularmente, quando se é jovem, é mais a night, sinónimo inglês que envolve uma conotação dinâmica, num período que normalmente se dedica ao repouso.

Dizer night é falar de música, conversa, copos, bares e discotecas. São horas de convívio, quantas vezes recheadas de jogos de sedução, engates ou flirts, outro termo anglo-saxónico, que sintetiza na perfeição um relacionamento descomprometido, que pode durar um serão ou prolongar-se durante um período de férias.

A qualidade do tempo vivido durante a night não se avalia por horas, mas pelo número de gargalhadas que se deram, pelas pessoas novas a quem se foi apresentado ou pelos números de telemóvel que se acrescentou à lista de contactos. Afinal, na noite fazem-se muitos conhecimentos. Até podem não ter o peso formal dos que ocorrem durante o dia, mas constroem uma rede de “pessoas conhecidas”.

À volta de uma mesa de café, sentados num muro, as conversas vão acontecendo, ora partilhando gostos musicais ou entrando por domínios pessoais. À luz da lua e debaixo das estrelas, as conversas parecem ganhar outra profundidade. Quando menos se espera, partilham-se receios contidos, não ditos que se transformam em desabafos, confidências. Nesse ambiente descomprometido, desabafar até pode ser terapêutico. Reduz a pressão dos conflitos que a luz do dia torna maiores. 

A night anula muitas diferenças e faz realçar aspectos que o dia não conhece. Afinal, como diz o povo, de noite todos os gatos são pardos. Em ambiente de bar, com um copo na mão, todos parecem estar divertidos e se não for verdade, ninguém repara, rindo de uma anedota bem contada.

A night reduz a intensidade com que se analisam os comportamentos. Ninguém é avaliado pela profissão, condição social ou idade, todos parecem ser iguais e uma certa cumplicidade transforma uma multidão de indivíduos numa aparente comunidade de convivas. No entanto há grupos, vários, que se movimentam como cardumes, entre um bar e outro, entre o concerto e a esplanada.

Entretanto as horas vão passando para os pais, enquanto os jovens acumulam conversas e vão partilhando gargalhadas.

Olho para o relógio. Há horas que não paro de bocejar. Muito antes da meia-noite já tinha adormecido no sofá sem conseguir ver o filme até ao fim. Deito a cabeça na almofada, sem esquecer que eles ainda estão por fora.

Acordo ao som da chave e da porta que se fecha. Olho para o relógio, é madrugada. O que será de tão interessante que anima esta malta até tão tarde? Mal consigo ouvir a resposta, mas fico a saber que a noite foi óptima e que a conversa foi muito interessante, gente simpática e uns músicos do norte animaram o serão. Está tudo bem, mas amanhã, por favor, não me acordes!

Finalmente, posso dormir. Não tarda muito o sol nasce e não quero perder essas horas em que tudo parece fresco no início de mais um dia!

(publicado no Açoriano Oriental, 9 de Agosto 2010)

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Visitantes

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D